Arquivo da categoria ‘FIAT’

Strada cabine dupla tem lugar para pranchas e amigos

Publicado: 01/07/2009 por jeftunado em FIAT

Nova versão da picape traz espaço extra, mas só o suficiente

 

1 

 

Surfistas adoram picapes compactas. Quem gosta de fazer trilhas de bicicleta ou acampar também. O espaço e acessibilidade da caçamba garantem tranquilidade para levar todos os equipamentos necessários sem preocupação para a viagem de final de semana. O problema é quando chega a segunda-feira. Por se tratar de um carro de dois lugares, os modelos de cabine simples ou estendida permitem apenas um passageiro, o que pode ser um problema para casais com um filho pequeno ou mesmo para quem quer dar uma carona no caminho para o trabalho. Normalmente, adquirir um segundo carro ou migrar para uma picape média cabine dupla seria uma solução.

A Fiat diz lançar a Strada cabine dupla por uma demanda do próprio público. Segundo a marca, clientes da versão cabine estendida faziam adaptações extra-oficiais para colocar uma fileira extra de assentos no modelo. Saia mais barato do que um segundo carro (ou uma Chevrolet S10, a partir de R$ 55.580), porém, com questões de engenharia e segurança altamente questionáveis. A picape chega este mês às lojas, com segurança e homologação, custando a partir de R$ 46.440. O teste completo do carro você pode acompanhar na edição de julho de Autoesporte que já está nas bancas. Agora, vamos às nossas primeiras impressões da novidade da Fiat.

2

 

Não adianta esperar conforto equivalente ao de um Palio ao andar na Strada cabine dupla. O espaço para pernas e cabeça fica comprometido, embora a marca afirme que o carro comporte bem até quatro adultos de 1,70 m. Eu, com meus 1,83 m, fiquei um pouco apertado no banco traseiro, que tem o encosto muito inclinado. O teto foi alongado para evitar uma curvatura que incomode a cabeça, mas é bom tomar cuidado nas lombadas. No banco dianteiro do passageiro, para abrir o porta-luvas foi necessário arquear as pernas um pouco. Enfim, nada desesperador. Mas aquelas viagens de uma ou duas horas em direção ao litoral ou interior posdem ficar um pouco menos animadas.

Seguindo a linha dos modelos Adventure, a nova versão da Strada conta com bússola e inclinômetros lateral e vertical. O desenho do painel também reforça a sensação estradeira transmitida pelo exterior, mas o acabamento é pobre, com plástico que não aparenta qualidade e encaixes com distâncias desiguais.

3

 

O exterior, aliás, mantém o design da linha sem grande alterações. É um visual que tem feito sucesso tanto pra uso urbano quanto em fora de estrada. E, em defesa da picape, ela parece menos espaçosa por fora do que realmente é, e a disposição das janelas e áreas envidraçadas evitam uma sensação de claustrofobia.

A caçamba não ficou comprometida com as alterações de engenharia. Ela comporta 580 l (até a borda) e ainda conta com tampa removível com chave, o que facilita a carga e descarga. É seguro dizer que um fã de picapes compactas não perderá as utilidades do modelo se optar por esta versão.

O motor é o mesmo 1.8 flex da versão cabine estendida, capaz de desenvolver 114 cv quando abastecido com álcool e 112 cv com gasolina, ambos a 5.500 rpm. Ele empurra a picape com vigor, o que pode ser notado com facilidade tanto no hodômetro quanto no indicador do tanque de combustível. Segundo a marca, a nova Strada acelera até 175 km/h, indo de 0 até 100 km/h em 11,8 segundos. Algo para compensar a queda no “fator diversão” na tal viagem. O consumo é de 10,6 km/l na estrada e 7,6 km/l na cidade (ambos com álcool), também segundo a Fiat.

4

 

Os amortecedores traseiro e dianteiro foram recalibrados (de 0,32 mm/daN para 0,36 mm/daN). Isso é perceptível em terrenos irregulares, já que a resposta é bem mais macia que a versão cabine estendida. Por outro lado, a inclinação lateral da carroceria pode dar alguns sustos em curvas mais rápidas. O inclinômetro entrega, vale a pena tirar um pouco do peso do pedal direito em certas sinuosidades.

Talvez a maior perda da Strada cabine dupla em relação à cabine simples seja o fim do sistema de bloqueio de diferencial Locker como item de série, tornando-se um opcional por R$ 1.300. Ele funciona bem, ajudando a sair de atoleiros ou de situações onde uma das rodas perde o contato com o solo, mas o preço é um pouco salgado e só vai valer a pena para quem realmente possa fazer uso. Basta calcular quantas vezes você se vê em uma estrada de terra nessas viagens de fim de semana. Cálculo este que também pode ajudar na hora de decidir entre a versão cabine estendida ou dupla. Afinal, pode ser o caso de priorizar a viagem ao invés da companhia dos amigos.

5

 

~~ Materia exclusiva ~~